Durante centenas de anos existiu apenas três principais grupos de variedades de damasco: Européia, Asiática e híbrida. Há mais ou menos 200 anos foram cultivadas mudas a partir de sementes sem qualquer seleção ou aperfeiçoamento. Com essa produção acabou surgindo diferentes variedades em vários países, particularmente na Turquia, Iraque, Iram, Síria, Paquistão e Afeganistão.

Foi somente no século vinte que os damascos foram separados em três variedades na Europa e EUA. Nos EUA as principais variedades são: Royal, Tilton, Perfection, Moor park; na California a variedade mais conhecida é a Castlebrite. Já em Nova Jersey são: NJA38, NJA43 e NJA82.

Em Malatya, Turquia, existe a maior produção de damascos secos. Nesta região é processada de 65% – 80% de todo o damasco seco do mundo. As variedades amargas são derivadas de uma única da Zerdali. E os damascos doces vieram da Ásia Central e do Oriente Médio.

Deu água na boca? Experimente a Geleia de Damasco Forno Velho em suas receitas e comprove este sabor?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *