Uma frutinha exótica que vem se destacando por seu sabor diferenciado e bela aparência, essa é a Physalis. Usada na medicina popular e consumida diretamente do pé ou como ingrediente de receitas sofisticadas, a fruta agrega valor e potencial para gerar lucros ao pequeno e médio produtor. Siga nossas dicas e invista na produção desta espécie que produz de um a três quilos de frutos, aparentes quatro ou cinco meses após o plantio.

1. A fruta não é muito exigente em cuidados, mas há no mercado uma apostila com orientações técnicas de cultivo que oferece instruções para iniciantes na atividade e onde conseguir as melhores sementes.

2. Para o plantio, a partir de uma análise inicial das condições do solo, a Physalis pode ser cultivada o ano inteiro. O solo deve contar com bastante matéria orgânica e pH entre 5,5 e 6. É indicado realizar o plantio em bandejas de isopor com células, copos de plástico de 300 mililitros ou saquinhos de polietileno de 13×13 centímetros. De 10 a 20 dias ocorre a germinação sob sombreamento de 30% leva de dez a 20 dias.

3. Para o transplante utilize mudas entre 20 e 30 centímetros de altura. Você pode colocar em duplas, lado a lado, e com distância de 30 centímetros entre uma e outra.

4. No tutoramento acomode uma estaca com dois metros de altura entre as plantas, fixando-as com barbante. A Physalis pode chegar a 2,5 metros de altura.

5. Na irrigação das plantas é indicado o sistema de gotejamento. É aconselhável utilizar alguns defensivos contra pragas, caso venha a aparecer. Em um hectare podem ser instaladas de 6 mil a 12 mil plantas.

Quer um incentivo para começar a cultivar esta fruta? Prove a Geleia de Physalis Forno Velho!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *